É possível seguir a área científica e acreditar em Deus?

03 abril 2017

Alguns dias atrás eu tinha comentado no post que eu fiz sobre "As grandes mudanças do ENEM" que vocês podiam me sugerir qualquer tema ou dúvidas pra publicar aqui. E a leitora Leslie, do blog Apenas Leite e Pimenta, abordou um bastante interessante que sempre dá o que falar e um tanto polêmico, digamos assim. Já adianto logo que esse post pode ficar um tanto grande, mas prometo que vai ser legal rs.
"Gosto muito de biologia, mas acredito em Deus como o criador de todas as coisas. Você faria pra nós um post sobre sua crença em relação a criação do mundo e dos seres vivos? Eu ia gostar de saber sua opinião."
A criação de Adão - Michelangelo
Eu desde que conheço por gente sempre frequentei igrejas evangélicas e fui criada escutando sobre a criação do mundo de acordo com a bíblia. Conforme fui crescendo e ganhando mais entendimento de mundo, e, principalmente noção de espaço, muitas coisas que eu aprendia na igreja eu queria contestar porque não conseguia achar lógica naquilo. Por exemplo, a história de que um casal (Adão e Eva) foram os primeiros seres humanos e que eles povoaram a Terra. Posteriormente, a história de Noé, de que ele e sua família construíram uma arca para salvar os animais e sua família do diluvio, um castigo de Deus devido à maldade humana.
Meus questionamentos começaram aos meus 9 anos, não conseguia entender como um casal conseguiria encher o Planeta Terra com tantos habitantes. Porque eles só tiveram dois filhos, Caim e Abel, obviamente deveriam ter outros depois, porém, deveriam ter que praticar incesto, porque era impossível gerar descendentes de outras formas. Mas, sempre que surgia com esses tipos de questionamentos, brigavam comigo. Falavam que podia não existir lógica na bíblia, mas que mesmo assim eu deveria acreditar com todas as forças. E eu realmente tentei mesmo acreditar naquela história, passei a não ficar pensando muito sobre isso, até porque não tinha tantos argumentos fortes na época.
Representação da teoria evolucionista: Lamarckismo; Criacionismo e Darwinismo
No 1º ano do ensino médio, aprendi sobre a teoria evolucionista (não vou aprofundar muito nesse post, comento mais sobre ela em outro momento) e novamente meus questionamentos voltaram. Com um pouco de argumento a mais do que antes, passei a ficar cada vez mais intrigada com Adão e Eva. Se Eva foi a primeira mulher e povoou a Terra, depois veio o diluvio e a família de Noé (descendentes de Adão e Eva) tiveram que repovoar o planeta, por que o DNA mitocondrial não é o mesmo para todos nós? Pois deveria ser, afinal ele passa de mães para filhos e toda menina tem o mesmo DNA mitocondrial que as mulheres de sua família (novamente, me aprofundo nesse assunto depois).
Eu tinha muitas perguntas e poucas respostas, na verdade a resposta era sempre a mesma: pare de questionar e apenas aceite. Eu tentei várias vezes, porque era algo que eu acreditava, sabe? É difícil você contestar sua crença, achava que Deus podia me "punir" por isso. As pessoas me botavam muito medo em certas questões e por mais que eu tivesse o meu lado cientista gritando dentro de mim pra explorar os porquês, eu tinha medo da possível punição que eu teria caso não aceitasse aquilo como verdade. Sem contar com a história dos dinossauros, eu ficava pensando "em qual momento da história que eles entram?" porque eles existiram, há inúmeras provas pra isso. Não podia ser na mesma época que Adão e Eva, tão pouco antes (ao meu entender). Vocês podem até achar graça, mas eu realmente pensava muito nisso e creio que muitos jovens cristãos também devem passar pelo mesmo dilema.
A origem do mundo: Teoria do Big Bang
Desde sempre eu tentava fugir de certos assuntos como esse, não queria ser taxada como perdida, desviada, herege ou algo parecido. Minhas soluções para o problema era colocar em cada continente um casal de Adão e Eva vivendo suas vidas e cometendo as mesmas ações. Mas, obviamente isso era um tanto utópico demais e não dava pra sustentar tanto meus argumentos, embora fizessem sentido. Também em relação aos animais, o criacionismo defende que o mesmo animal que existiu há milhões de anos atrás é o mesmo hoje, sem ter evoluções de espécie, isso também não dá pra sustentar. Afinal, existem muitas provas comprovando a evolução dos seres vivos tanto anatomicamente quanto fisiologicamente.
Apesar de tudo o que eu disse anteriormente, mesmo que bem resumido, possa parecer para alguns que eu perdi minha fé por conta de meus questionamentos. Eu digo que não, acredito muito em Deus e é possível sim, acreditar Nele e seguir a área científica. Nós não viramos ateus por querer entender mais sobre as coisas ou por não acreditarmos na teoria do criacionismo, lógico que existem grupos de ateus, mas também existem várias pessoas que não são. O importante é a separação da ciência e religião e não ficar com medo de ser curioso, pois é isso que move a ciência. Não se sinta também um pecador, por mais que muitos digam que é errado isso ou aquilo, não é errado você questionar certas verdades que são ditas.
Pra terminar o post eu vou deixar um vídeo da Mayim Bialik, que além de atriz (namorada do Sheldon em The Big Bang Theory) é neurocientista. No vídeo ela também explica muito sobre isso de que é possível acreditar em Deus e ser cientista, mas que assim como eu, acreditamos de forma diferente da grande maioria. Mas, foi a partir desse vídeo que eu realmente parei de me sentir culpada por todos questionamentos que fiz e por pensar diferente da grande maioria.

O post ficou bem longo, mas era impossível fazê-lo menor sem dizer tudo aquilo que passava na minha mente, e quem sabe assim, ajudar aqueles que passam pela mesma situação? Digam aí nos comentários o que você acharam ou se passaram por algo parecido. Quem quiser, pode sugerir perguntas pra eu responder nos próximos posts.

Beijos!

16 comentários

  1. Eu particularmente acredito sim que que tudo foi obra de DEUS, eu li esses dia matéria falando dos 10 maiores cientistas que disseram que a ciência encontrou DEUS e eles fala a respeito de muitas coisa que são teria outra explicação se não fosse DEUS .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, acho que você não leu meu post rs. Em momento nenhum falei mal ou contra Deus, pelo contrário, eu creio Nele. Sei que Deus existe e que coisas as coisas consideráveis "inexplicáveis" pra ciência, eu creio que é aí que Deus está.

      Excluir
  2. Eu sou uma pessoa muito religiosa (católica) e entendo demais o seu ponto de vista de acreditar em Deus e na ciência também. Como eu sei que ainda estou aprendendo e estudando a minha religião, todos os fatos nos quais eu tenho curiosidade ou dúvida, eu chego até a minha igreja e pergunto. Pergunto mesmo. E sempre responderam todas as minhas dúvidas, sem mandar eu apenas aceitar.
    Achei interessantes os pontos que citou e já tem uma nova perguntinha martelando na minha cabeça.
    Fico feliz de ter encontrado um equilíbrio e não tenha se sentido estranha por não acreditar em tudo.

    Beijos,
    Vitória Abdalla
    Escritora por um Acaso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico muito feliz por você não ter tido essa experiência bastante degradável que eu tive. É muito ruim você tá aprendendo algo na escola, nem me quis me aprofundar em relação a minha faculdade pra não causar mais treta que já causei haha e você sempre ouvir a mesma coisa: porque é assim e aceite, o que você aprende é tudo mentira.
      Eu sempre me interessei muito por biologia (não é atoa que eu estudo isso haha), e esse meu gostar me fez querer me aprofundar sempre em diversos assuntos, principalmente esses "polêmicos". É interessante por um lado, mas ruim por outro. É ruim porque eu nunca tive com quem debater sobre isso, só adquiria o conhecimento e guardava pra mim, acho errado isso. Acho que conhecimento devem ser compartilhados.
      Se quiser trocar um papo sobre isso, por mim, tudo bem haha sou bem mente aberta em relação a isso

      Excluir
  3. Eu acredito sim em Deus e acredito que Ele é único.
    Quando eu estudava comecei a questionar sobre os deuses existentes, sobre como tudo surgiu. Mas depois de um tempo eu sim soube diferenciar uma coisa de outra.
    Sua postagem ficou muito boa e seu texto bem interessante!
    Beijinhus e Sucesso!

    www.segredosdajuhcosta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, sem dúvida, é muito importante haver essa separação da ciência e a religião.

      Excluir
  4. Esse universo é tão louco e tão magico! Quando penso na evolução humana como os cientistas afirmam e como Bíblia nos fala, eu meio que tento juntar os dois, tipo para que a evolução da especie humana acontecesse Deus interviu ali para que haja mutações e assim por diante evoluções de acordo com o tempo hahaha Louco não? hahaha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, eu também sempre fico imaginando diversas coisas que acontecem e incluindo Deus no meio, mas pensando que certas coisas foram escritas na bíblia de uma maneira mais "fácil" de se entender. Talvez, por que não?

      Excluir
  5. Gostei bastante do seu jeito de explicar e também é muito interessante pois eu vejo poucas pessoas falando no assunto ou começam a discutir sobre isso. Vou ver o vídeo <3
    Beijos


    http://www.shirlenesouza.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até entendo aqueles que "fogem" de assuntos assim, é algo complicado que muitos dizem que não deve discutir. Sem contar que sempre causa um mal estar e desentendimentos desnecessários entre as pessoas por pensarem diferente. Mas, acho que você tem que ser você mesma e falar o que você pensa sobre aquilo, seu ponto de vista.

      Excluir
  6. Eu acredito que tudo foi obra de Deus. E essas invenções científicas são de pessoas que criaram . Mas é minha opinião.

    Beijos!

    https://lavimoreira.blogspot.com.br/?m=1 ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, faz todo sentido, afinal, antes de Newton CRIAR a lei gravidade, todo mundo vivia flutuando por aí, era bem mais legal!!

      Excluir
  7. Oi lindona! Eu me identifiquei com todas os seus questionamos, inclusive ainda os tenho com 22 anos de idade. Concordo que, independentemente da religião, precisamos ser muito curiosos, críticos e não acreditar cegamente em tudo o que é imposto. Eu cresci sendo católica e hoje me considero uma mistura de tudo o que há de melhor em todas as religiões. Mas admito que o Budismo é a que tenho mais afinidade (tem post no blog falando sobre como podemos curar a nossa vida através de padrões de pensamento). Parabéns pela coragem em tocar no assunto.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, é sempre bom ser curioso e ter um senso crítico bastante aguçado. Eu também acredito muito na força das palavras e dos pensamentos, tive algumas experiências com isso e foram muito legais.

      Excluir
  8. Oi, Mandy! Adorei o post! E é realmente um tema complexo, né? É difícil chegar a uma "conclusão" entre religião e ciência, mas eu gostei muito do vídeo da Mayim Bialik e também concordo com ela! Eu acho na verdade que essa dicotomia não é colocada só pra quem é de ciências, mas para todas as áreas que exigem estudar muito sabe? Eu sou de literatura e super rola essa descrença. "Como você pode ser tão inteligente e acreditar em Deus"? Acho que a ideia acaba sendo meio essa; cultura/conhecimento e religião em campos opostos de uma linha imaginária. Não concordo com isso. O ser humano e o universo são coisas muito complexas, incríveis, por isso o que a Mayim Bialik disse faz tanto sentido.

    beijos!
    www.dosesdemim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, concordo. Mas, eu digo mais no caso de ciências porque é algo que aos olhos da maioria das pessoas é algo que contesta a existência de Deus a todo instante. Por exemplo, na bíblia diz que a criação do mundo foi de um jeito ou que aconteceu a abertura do mar vermelho, mas será que foi isso mesmo? E a maioria dos religiosos, principalmente os fanáticos, não gostam que se pesquise sobre isso. Acha que temos que aceitar todas as coisas e sem querer saber o porquê, como o motivo do céu ser azul é porque Deus quis e não porque tem uma alta concentração de nitrogênio. E de certa forma, acaba gerando um possível "ódio" com os cientistas e eu acho muito nada a ver.
      Claro que a grande maioria que crê em Deus são aqueles que são os mais humildes, isso pode ser visto por pesquisas. Mas, acho que quem pensa que quanto mais inteligente a pessoa for, menos crença ela deve ter é um tanto preconceituoso. Mesmo que eu possa entender o seu ponto de vista por ter mais acesso as informações e conhecimentos discutidos na academia e uma cabeça mais aberta a qualquer tipo de debates.

      Excluir

© Copyright DE LOUCOS TODOS SOMOS UM POUCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Designer e programação por: DRÊ DESIGN.
imagem-logo