Vale a pena o sacrifício?

30 janeiro 2017



Você precisa de uma pessoa que fique, mesmo que você esteja dando todos os motivos para que ela se vá. Afinal, quem ama insiste; luta; aguenta; sofre; perdoa e até cansa, mas, não desiste nunca.

Esse pequeno trecho eu vi em uma postagem do Facebook de uma página que ironicamente chamava-se "Amor Recíproco". Fui olhar os comentários e milhares de pessoas achando lindo isso, marcando seus respectivos namorados(as) e amigos, agradecendo por nunca desistirem deles apesar de tudo o que eles fazem com essas pessoas.
Esse trecho não tem nada de lindo e maravilhoso, muito pelo contrário retrata um relacionamento abusivo de uma forma romantizada. "Ah Mandy, mas você tá muito cheia de mimimi, não vejo nada demais escrito aí, acho lindo o amor e como a pessoa luta por ele". Vou lhe mostrar como não é mimimi comentando cada parte do trecho com vocês.

"Você precisa de uma pessoa que fique."
Uma pessoa X tem um relacionamento com a pessoa Y, a princípio tudo vai muito bem até que surge a primeira briga, desentendimentos e a relação termina. Você pode pensar que X na primeira briga não "aguentou", achou mais fácil fugir daquele conflito do que querer conversar e tentar resolver. Por isso, acha que é lindo uma pessoa que apesar das dificuldades que todo casal passa, não foge, e, sim, tentam resolver juntos. Sim, eu também concordo que os problemas do casal tem que ser resolvidos e não serem ignorados e/ou fugir deles nas primeiras dificuldades.

"Afinal, quem ama insiste; luta; aguenta; sofre; perdoa e até cansa, mas, não desiste nunca."
Agora aqui nessa parte que mais especificamente entramos no quesito de uma relação abusiva. Quem ama perdoa? Sim, lógico, somos todos imperfeitos e sujeitos a falhas as vezes podemos fazer, sem perceber, algo que não agrade o outro e nos desculpamos e somos perdoados. Quem ama luta? Quem ama aguenta? Sim também, as vezes por ser um relacionamento que não é aceito pelos pais ou pela sociedade acaba gerando uma série de piadinhas maldosas que o casal, infelizmente, sofre e muita das vezes aguentam firmes, mas que isso não quer dizer que não reclamam por seus direitos. (e não digo nem só os homossexuais, mas como relacionamentos interracial ou pessoas magras e gordinhas). Quem ama não desiste nunca? Bom, só nesse caso que eu comentei a cima, que é algo totalmente diferente.
Voltando ao nosso exemplo do casal X e Y. Y era uma pessoa super amável quando eles se conheceram, falava todas as palavras bonitas para conquistar X e conseguiu, agora eles namoravam. Algum tempo depois de todo aquele encanto do relacionamento ter passado, X percebeu algumas coisas em Y que a desagradavam, porém, ela gostava tanto dele que decidiu que iria relevar tudo. Com o tempo, Y ia fazendo cada vez mais piadas e falando coisas para X na tentativa de inferiorizá-la em relação à ele, mas, ainda sim, ela era muito apaixonada e insistia naquela relação que não a fazia bem. Começou a criar em sua cabeça um relacionamento imaginário e era isso que falava à todos, que tudo ia muito bem, e, passou a acreditar e enxergar isso, mas não ia. X chorava no calado da noite e cada vez mais ia se afastando de pessoas que realmente se importavam com ela. Brigava com todos que falavam que Y era alguém que só a fazia mal, e, por isso, deveria terminar. X estava determinada a lutar pela relação, pois não desistiria nunca desse amor que só ela vivia.
Bom, acredito que esse pequeno textinho que fiz narrando bem resumidamente um relacionamento abusivo, não é algo que ninguém em sã consciência almeja conquistar. Relacionamento, principalmente o amoroso, como estava sendo tratado na página deve ser respeitoso. Você primeiramente tem que amar mais a si próprio do que a outra pessoa, tem que se respeitar. Não é porque você ama, que tem que insistir; lutar; aguentar; sofrer; cansar da relação, mas ainda sim continuar. A pessoa não é fraca por terminar ou "desistir" de algo que não a faz bem, por só ela ser a responsável por tentar continuar de todas as formas aquela relação fadada ao fracasso. Vamos parar de romantizar esse tipo de relação e buscar uma realmente recíproca, onde ambos se importam um com o outro e querem crescer juntos.

24 comentários

  1. Super concordo com você Mandy! Poderia fazer outros posts assim, comentando frases. Hoje em dia muita gente compartilha coisas na internet sem ao menos avaliar direitinho o que aquilo quer dizer. Adorei! Beijos

    www.abitoffashioneb.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza. É como aquelas músicas que tem um ritmo super legal, mas você nunca prestou atenção na letra pra ver o quão ruim ela é, no sentido de poder te botar pra baixo; citar coisas que você não acha legal, enfim. Mas, obrigada, fico muito feliz que gostou do post e anotada a ideia de fazer posts assim de vez em quando.

      beijos,
      Mandy

      Excluir
  2. Gostei bastante do modo que você analisou a frase.
    Realmente devemos ter muito cuidado bem como alertar outras pessoas com o que compartilhamos na internet.
    Obrigada por me indicar para a tag :)

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, na maioria das vezes compartilhamos as coisas no automático e nem percebemos as entrelinhas.

      beijos

      Excluir
  3. exatamente, menina faz mais outros posts como esse , arrasou , super adorei seu blog , super seguindo o blog já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado! Muito obrigada, vou fazer sim, pode deixar! haha
      beijos

      Excluir
  4. Eu acho complicado sabe, demorei muito tempo pra entender o que era relacionamento abusivo e quando ele se tornava abusivo. O quanto é preciso se dar pra alguém e pra você mesmo... Temos que ficar atentas a tudo e poder ajudar outras pessoas tbm e nunca deixar a empatia de lado. Gostei do texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Meu relacionamento anterior foi bastante abusivo, mas não havia agressões físicas ou verbais, como xingamentos, o que de certa forma tornou um pouco difícil pra eu conseguir identificar isso. Fora que eu gostava muito dele e não percebia que me fazia mal, só quando eu estava sozinha chegava a pensar nisso, mas não tinha forças direito pra por um ponto final, sempre que ele falava alguma coisa eu voltava. Enfim, mesmo assim foi muito triste quando eu terminei de fato. Levo isso hoje como uma experiência de vida e tento alertar ao máximo pra que outros não passem pelo mesmo que eu passei.

      beijos

      Excluir
  5. Ola Mandy, vivi muitos anos em um relacionamento abusivo. Sei o quanto sofri com isso, na maioria das vezes nos permitimos a isso, analisando sua reflexao fica claro que muita das vezes nem sabemos o que estamos compartilhando. O seu alerta foi muito bom! Irei compartilhar seu texto em minha fanpage.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também vivi em um e sei que alguns casos as vezes não queremos ver que estamos nesse tipo de relação, por achar que nunca acontecerá conosco. Eu vejo muito isso quando converso com algumas pessoas e conto um pouco sobre mim e elas se identificam no tipo de relacionamento que passam, mas terminam a conversa falando "ah mas, eu sei que ele gosta de mim, ele não faria isso comigo". É meio complicado aconselhar alguém que ainda não está preparado pra isso, digo isso porque também já estive do outro lado rs. Muito obrigada, Lydi!

      Excluir
  6. Menina que texto! Acho que pra vc saber distinguir se vale a pena ou não insistir é quando você tem amor próprio, daí você passa a enxergar se vale realmente estar com a pessoa. É claro que todo relacionamento tem seus atritos, mas devemos saber avaliar a postura da pessoa diante deles e decidir se vale a pena continuar ou não.

    Já tive essa visão romantizada e sofri um relacionamento extremamente abusivo. Depois que fui pra terapia e aprendi a gostar de mim primeiro, é que finalmente estou tendo um relacionamento mais sadio.

    Parabéns pela reflexão ^^

    bjus
    Ari ♥
    De volta ao retrô

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom quando estamos em uma relação saudável, né? Eu vejo claramente hoje o quanto sou feliz se comparar com a minha eu de alguns anos atrás. Tem gente que insiste nesse tipo de relação por medo de ficar sozinha e/ou por achar que não vai encontrar alguém tão "bom" quanto (era o meu caso). Tudo começa por você querer encarar o problema, muitos não querem enxergar, preferem fingir que não estão vendo e ir levando, só que cada vez mais só piora. E sem dúvida, é muito importante nos valorizarmos e sabermos nos amar em primeiro lugar.

      Excluir
  7. Falou tudo! As pessoas têm a péssima mania de romantizar relacionamentos abusivos, achar lindo pois nos filmes são "poéticos". Isso é totalmente errado, e não devemos ensinar as pessoas a se inferiorizarem e sofrerem por alguém que ama. Quem ama também parte, pois primeiro ama a si mesma.
    http://www.adoravelcloset.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Por mais que você ame alguém, se não está te fazendo bem é melhor sair e viver um novo romance, por mais doloroso que possa ser esse término.

      Excluir
  8. Oi, Mandy. Para ser sincera nunca passei por um relacionamento assim e deve ser algo muito impactante. O alerta que voce faz no post é sensacional, muitas pessoas podem estar passando por algo parecido e estar achando que é normal. Devemos sempre nos colocar em primeiro lugar, nos amar. A partir daí é sempre mais fácil distinguir quando algo nos faz bem ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito desgastante um relacionamento assim, porque só você que tenta de tudo pra que dê certo, pensando que o outro vai mudar. Quando na realidade é você que tem que mudar, se valorizar mais, se amar mais. Sim, tem muitas pessoas que eu converso e passam por isso acham que é super normal, eu já achei que era normal também rs. Concordo contigo!

      Excluir
  9. Que post incrível! Muito interessante essa ideia de analisar e interpretar uma fase dessa forma. Você avaliou de um modo muito diferente e coerente. Que bom seria se todos fizessem esse tipo de análise pra vida, né?
    Parabéns pelo post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Evee! Sim, seria muito melhor que todos analisassem cada ponto de vista desde uma simples frase ou gesto à algo que possa interferir completamente na sua vida, como algum projeto de lei, por que não?

      Excluir
  10. Urgh, por isso que nem sigo essas páginas e postagens de facebook, sem querer (ou querendo mesmo), ficam romantizando relacionamentos abusivos...

    bjs

    Inajara

    www.vintageandgeek.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tratam como se fosse a coisa mais natural ou algo idealizado.

      Excluir
  11. Gostei muito do seu ponto de vista, principalmente a forma como você expressou ele. Eu nunca vivi um relacionamento abusivo mas já convivi com pessoas que sofreram e que ainda sofrem devido ao que passaram.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Sim, sem dúvida é muito ruim pra quem passou por isso, mas o importante é levar aquilo como um aprendizado e passar sempre adiante, alertando as pessoas a terem cuidado com esse tipo de relação.

      Excluir
  12. Perfeito o texto, e concordo com você. Já passei por dois relacionamentos abusivos que drenaram minha vida e minha felicidade, e eu sempre era a pessoa que lutava e fazia de tudo para permanecer junto e isso foi horrível, perdi tanta coisa por conta desses relacionamentos :'(
    hoje me ecnontro em um relacionamento tão maravilhoso que ainda to me acostumando, pois tenho tudo que me foi negado antes e as vezes até é estranho. Nenhuma pessoa deve correr atras de um relacionamento que a puxe para um buraco e a impeça de viver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Mica! Eu tive um relacionamento assim e assim como você lutava por ele com todas minhas forças. Era muito esgotante saber que só você quer fazer aquilo dar certo e o outro não. Mas, eu não queria ver aquilo e nem escutar algumas amigas ou até mesmo minha mãe e vó falando isso, perdi muitas amizades na época por conta disso. Quando a gente sofre com isso e encontra depois alguém tão legal conosco, até estranhamos né? haha mas é uma delícia ter uma relação saudável, nos sentirmos bem conosco.

      Excluir

© Copyright DE LOUCOS TODOS SOMOS UM POUCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Designer e programação por: DRÊ DESIGN.
imagem-logo