A mãe elefante é realmente vilã?

27 janeiro 2017


Alguns dias atrás vi várias pessoas indignadas compartilhando um vídeo onde uma elefante pisoteava seu filhote, as mensagens predominavam um ódio e a intitularam como "mãe cruel". O vídeo, publicado em 2003, ocorre em um zoo na China e mostra os veterinários acompanhando o caso. Na primeira tentativa de juntá-los, pensaram que ela feriu seu filhote por não ter visto, mas depois observam que suas agressões eram intencionais, e, rapidamente tiraram os dois de perto. O filhote, bastante machucado chora e o vídeo é realmente de cortar o coração. Quem quiser ver, vou deixar a matéria no final do post.
Em uma situação normal, no seu habitat natural, elefantes quando estão em perigo formam um círculo em que os mais fortes protegem os mais fracos. Eles também são muito ligados uns aos outros, e, parecem sofrer com a morte de um membro do grupo. Então, pode-se dizer que em uma situação normal, todos vivendo felizes e contentes não haveria esse ataque da mãe contra o seu filhote. Mas por que ela fez isso afinal de contas?
Nesse pequeno trailer do documentário "Blackfish: fúria animal" podemos perceber o quão perturbado fica o animal a ser retirado de seu habitat e ser colocado em um ambiente fechado. Imagine o quão estressante deve ser à eles perder sua liberdade, não poder se locomover a longas distâncias. Minha imaginação simplesmente não consegue nem chegar perto de como realmente deve ser o terror psicológico que esses animais sofrem nesses cativeiros.
Tem diversos vídeos bem tristes como esses que mostram como o animal vive num estresse surreal nesses zoo, parques aquáticos da vida. Então será mesmo que a mãe estava sendo cruel a ponto de tentar querer matar seu filhote? Em uma situação normal, com certeza ela não iria fazer isso. Mas imagine o estresse por qual ela passava naquela ocasião e/ou ainda passa? Ela não queria matar seu filho por pura crueldade, mas no auge do seu estresse deveria ter pensado que era melhor ver seu filho morto do que vê-lo sofrer como ela.
Pintura do navio negreiro na visão de Rugendas
Há relatos de que no navio negreiro de que muitas escravas grávidas ao darem à luz, atiravam seus filhos no mar. Elas acreditavam que era melhor ver seu filho morto do que já nascer sem sua liberdade, ser torturado por seus feitores ou até mesmo serem abusados pelos donos da fazenda.
O que eu quero dizer com isso? Bom gente, vamos ter bom senso e não sair espalhando besteira na internet. Uma mãe, na maioria das vezes, só vai agir de forma extrema quando não está bem, mentalmente falando, e achando que a melhor solução é esta. Vamos parar de ficar xingando a pobre elefante que ela é cruel, você e nem eu imaginamos o que ela passa, o que esses animais presos em cativeiro passam.

Fonte:

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Copyright DE LOUCOS TODOS SOMOS UM POUCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Designer e programação por: DRÊ DESIGN.
imagem-logo