[Livro+Filme] O caçador de pipas - Khaled Hosseini

20 julho 2016

Olá!
Hoje é dia considerado o dia do amigo e o dia internacional da amizade e nada mais interessante do que comentar sobre o livro e o filme do médico escritor afegão, Khaled Hosseini: "O caçador de pipas."
Nome do livro: O caçador de pipas
Autor(a): Khaled Hosseini
Editora: GloboLivros
Número de páginas: 368
Comentários: O caçador de pipas é o primeiro romance do autor afegão, Khaled Hosseini e é um fenômeno editorial desde seu lançamento, em 2003. Muitos falavam desse livro pra mim, o quanto era impactante e por isso eu tentei ao máximo evitá-lo. Com o passar do tempo e a curiosidade aumentando cada vez mais sobre o famoso "O caçador de pipas", resolvi finalmente ler. E sem sombra de dúvidas ele me surpreendeu ainda mais. O livro conta uma história emocionante de amizade entre Amir e Hassan, dois meninos que vivem no Afeganistão da década de 1970. Amir é inseguro e está sempre em busca da aprovação do pai enquanto que Hassan é valente, leal e generoso. Apesar de diferentes, Hassan de origem hazara e Amir de origem pashtun, os dois crescem junto, com as mesmas brincadeiras e assistindo os mesmos filmes. Até que um dia, durante um campeonato de pipas, Amir perde a chance de defender Hassan - e esse episódio marca a vida dos dois amigos para sempre. Vinte anos mais tarde, quando Amir já está estabelecido nos Estados Unidos, ele retorna ao Afeganistão dominado pelo regime Talibã e tem a oportunidade de acertar as contas com o passado e encontrar aquilo que sua nova realidade não pode lhe conceder: a redenção. 
Esse livro é sem dúvida um dos melhores livros que eu já li, riquíssimo em detalhes e faz com que você se sinta dentro da trama. Ao longo da leitura, senti todas as possíveis emoções e uma coisa eu aprendi: livros assim devem ser evitados em época de prova (digo isso, pois eu quando eu li o livro foi plena época de vestibular, um dos momentos que eu precisava estar o mais neutra possível e resolvi fazer a loucura de ler e ter uma variação enorme emocional). Confesso que em uma parte do livro eu fiquei muito mal e parei por quase duas semanas de ler, estava revoltada e indignada. É uma história bem marcante e difícil de ser esquecida, uma mistura de amizade, medo, insegurança, traição, redenção, enfim.
Aconselharia a leitura do livro? Sim
Cena do filme: Hassan e Amir soltando pipa durante o campeonato.
O filme por sua vez, apesar de ter 128 min, apresenta a história tudo muito rápido, de forma compacta, e, um tanto "superficial". Infelizmente, filmes e livros parecem seguir caminhos opostos e o cinema costuma não ser tão fiel à literatura, mesmo tentando ser bastante fiel ao livro, não consegue alcançar tamanha riqueza que é o livro. Ainda sim, o filme tem seu ponto positivo: ser incomparavelmente mais leve do que o livro, e eu recomendo, acho até um filme muito bom, mas acho ideal ler o livro primeiro antes de assistir o filme.

Trailer do filme:

Mandy.

2 comentários

  1. Estou aqui fazendo uma visitinha no blog e achei interessante a forma como você resenha. Estou seguindo ;)
    Quero agradecer por ter seguido meu Cantinho também.
    Com relação ao livro, esse é uma das histórias que mais me apaixonei, apesar de ser triste, me emocionei bastante. Já o filme, ainda não tive a oportunidade de lê-lo.

    Abraço!
    https://cantinhodasiz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      O que eu mais gosto no Khaled é como ele sabe fazer exatamente com que a pessoa sinta tudo o que o personagem principal está sentindo.
      Obrigada pela visita e fico feliz por ter gostado daqui :D

      Mandy.

      Excluir

© Copyright DE LOUCOS TODOS SOMOS UM POUCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Designer e programação por: DRÊ DESIGN.
imagem-logo