[Filme] Procurando Dory - Andrew Stanton, Angus MacLane

27 julho 2016

Olá,
mas não era ontem o dia de postar sobre filmes e livros? Cadê as curiosidades de biologia? Acalmem pequenos gafanhotos, hoje é um bônus dois em um. Comentarei sobre um dos filmes mais fofos do mundo e a mensagem que eles passam, de conscientização ambiental.
Dory, a peixinha mais fofa do mundo! <3
Nome do filme: Procurando Dory (Nome original: Finding Dory)
Diretor(a): Andrew Stanton, Angus MacLane
Gênero: Animação
Data de lançamento: 30 de junho de 2016 (Brasil)
Duração: 1 h 35 min
Nacionalidade: Estados Unidos da América (EUA)
Distribuidor: Disney PIXAR
Trailer do filme:

Comentários: Depois de quase 13 anos, finalmente fizeram uma sequência do filme "Procurando Nemo" e dessa vez colocando como foco principal a peixinha atrapalhada e esquecida Dory. Eu estava super empolgada em ver esse filme, primeiro porque eu particularmente amo animações, e segundo porque é um filme que lembra muito a minha infância assistindo a busca incansável de Marlin e Dory pelo Nemo. Ao longo do filme a nossa querida Dory vai tendo alguns insight e lembrando de sua família e resolve ir em busca deles. Eu consegui finalmente ver esse filme no sábado passado com o meu namorado, e posso afirmar que o filme é bem fofo e dá pra tirar várias gargalhadas, sem contar que nesse filme podemos ver a Dory em miniatura que é a coisa mais linda *-*

Tem como não amar esse cotoco de gente? Tentei achar dublado ou com legendas em português, mas não consegui. Alguns filmes de animação, principalmente os da minha infância, só consigo assistir dublado, legendado parece que não são eles haha, coisa minha.

Aconselharia assistir o filme? Absolutamente, sim!

Finalmente, depois de comentar sobre o filme e todo o momento fofura que ele proporciona, vamos falar sobre o que interessa não é mesmo? Mas o que afinal podemos aprender com procurando Dory? Assim como o filme anterior, "Procurando Nemo" a mensagem principal parece ser ignorada para a maioria das pessoas e eu como estudante de biologia, é meu dever alertá-los! Reforçando a mensagem do primeiro filme novamente "existem muitos peixes lindos e fofos que nos encantam com suas cores ou depois de uma historinha de um filme que vimos, mas o lugar real deles não é no seu aquário, mas sim no mar. Mas ao invés disso parece que algumas pessoas parecem não se importar com nada e somente com o seu próprio bem estar, ignorando totalmente a mensagem de um filme que busca de uma forma bem bonitinha transmitir o quanto é importante a conservação ambiental, de modo que só naquele ano de 2003 aumentaram as vendas do peixe-palhaço.

Peixes-palhaços e anêmona-do-mar
Assim como no filme, essa foto mostra claramente a relação do peixe-palhaço com a anêmona-do-mar, eles possuem uma toxina em suas escamas que permitem o abrigo do peixe no seu interior. Assim, os peixes conseguem se proteger de seus predadores e as anêmonas conseguem se alimentar mais facilmente, pois as cores chamativas dos peixes conseguem atrair peixes maiores, com os quais a anêmona se alimenta. Os peixes-palhaços que vivem em aquários não produzem o muco protetor, pois costumam não viver juntamente de anêmonas, e, quando devolvidos ao mar costumam evitá-las, tornando-se bastante vulneráveis longe delas, pois além de serem chamativos, possuem o nado relativamente lento. Em regiões como Filipinas, partes da Tailândia e do Sri Lanka já houve a extinção local do peixe. O problema maior do peixe-palhaço criado em cativeiro é quando são retirados diretamente do mar, ao invés dos criadores realizarem a reprodução em cativeiro, onde é algo relativamente mais simples, pois eles prendem seus ovos em uma rocha ou um recife de coral.

Mas Mandy e a Dory? Você só disse até agora do Marlin e Nemo
A Dory é o peixe conhecido como cirurgião-patela, são mais difíceis de criar em cativeiros por conta do seu método reprodutivo, que consiste em lançar o esperma e os óvulos numa coluna de água, os quais irão flutuar livremente até o momento em que se unem para a formação de novos peixes, de forma que 100% dos peixes são retirados do oceano, enquanto que o peixe-palhaço ainda consegue se reproduzir em cativeiro. E para evitar que ocorra a extinção deles assim como ocorreu em alguns lugares de peixes-palhaços, ativistas fizeram a seguinte petição, que pede a Disney que fale com os fãs de procurando Dory, que não comprem o cirurgião-patela. Felizmente eles conseguiram!

Uma foto da campanha que está circulando pela internet é essa abaixo, diz basicamente de maneira resumida, o que eu já citei acima.

Então é isso gente, eu sei que esses bichinhos são fofos e acabam conquistando nossos afetos devido ao jeito com que eles são tratados no filme, e nos envolvemos com a história deles. Mas como vocês podem ver no filme eles são super felizes em seus habitats naturais, então pra que tirá-los deles? Vamos ver o filme sim, mas não degradar a natureza! Ao invés de querer comprar um de verdade, por que não um de pelúcia? 

Um exemplo de site onde pode encontrá-los: http://pt.aliexpress.com/cheap/cheap-nemo-plush.html
Reforçando novamente a mensagem do filme: o lugar de peixe é no seu habitat e não no aquário, vamos prestar mais atenção na real mensagem que é passada durante o longa-metragem e não ficar apenas focado na fofura dos personagens e querendo levá-los para casa.

Até logo,
Mandy.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Copyright DE LOUCOS TODOS SOMOS UM POUCO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Designer e programação por: DRÊ DESIGN.
imagem-logo